Logo

Logo

Saúde

Camisinha

A camisinha é o método mais eficaz para se prevenir contra muitas doenças sexualmente transmissíveis, como a aids, alguns tipos de hepatites e a sífilis, por exemplo. Além disso, evita uma gravidez não planejada. Por isso, use camisinha sempre.

Mas o preservativo não deve ser uma opção somente para quem não se infectou com o HIV. Além de evitar a transmissão de outras doenças, que podem prejudicar ainda mais o sistema imunológico, previne contra a reinfecção pelo vírus causador da aids, o que pode agravar ainda mais a saúde da pessoa.

Guardar e manusear a camisinha é muito fácil. Treine antes, assim você não erra na hora. Nas preliminares, colocar a camisinha no(a) parceiro(a) pode se tornar um momento prazeroso. Só é preciso seguir o modo correto de uso. Mas atenção: nunca use duas camisinhas ao mesmo tempo. Aí sim, ela pode se romper ou estourar.


PEP

A Profilaxia Pós-Exposição, ou simplesmente PEP, é um tratamento com terapia antirretroviral (TARV) por 28 dias para evitar a sobrevivência e a multiplicação do vírus HIV no organismo de uma pessoa. Ela é indicada às pessoas que podem ter tido contato com o vírus em alguma situação, tais como:

- violência sexual;
- relação sexual desprotegida (sem o uso de camisinha ou com rompimento da camisinha);
- acidente ocupacional (com instrumentos pérfuro-cortantes ou em contato direto com material biológico)

Para funcionar, a PEP deve ser iniciada logo após a exposição de risco, em até 72h. Você deve procurar imediatamente um serviço de saúde que realize atendimento de PEP assim que julgar ter estado em uma situação de contato com o HIV. É importante observar que a PEP não serve como substituta à camisinha. Muito pelo contrário: o uso de preservativos masculinos e femininos são ainda a principal e mais eficiente maneira de se evitar o HIV. Não deixe jamais de utilizar camisinha e se proteger em toda relação sexual. 

Para mais informações acesse http://www.aids.gov.br/o_que_e_pep.


PrEP

A profilaxia pré-exposição ao HIV (PrEP), é uma estratégia de prevenção que envolve a utilização diária de um medicamento antirretroviral (ARV), por pessoas não infectadas, para reduzir o risco de aquisição do HIV através de relações sexuais.

O uso da PrEP para prevenir a infecção pelo HIV é um conceito experimental sendo atualmente avaliado em diferentes populações em risco para a infecção pelo HIV, incluindo usuários de drogas injetáveis, homens, travesti, mulheres trans e homens que fazem sexo com homens (HSH), e os heterossexuais. Atualmente, existem nove ensaios de PrEP ocorrendo em todo o mundo, sendo que no Brasil as instituições responsáveis são a FIOCRUZ-RJ e a USP (Universidade Federal de São Paulo).

Para mais informações acesse http://prepbrasil.com.br/.

No comments

Powered by Blogger.